País

Prateleiras nos Tabuleiros de Tomar

Por Carla Cacha 9 de Julho 2007 Comentar (1) Enviar -->

Termina hoje uma das mais famosas e antigas manifestações populares do nosso país, a Festa dos Tabuleiros de Tomar. No entanto, a edição deste ano ficará na memória de todos os visitantes pelo incidente ocorrido no último sábado. Três das dezasseis freguesias do concelho convidaram figuras públicas para transportar os respectivos tabuleiros na cabeça durante o Cortejo do Tabuleiro. As actrizes Soraia Chaves (pela freguesia da Pedreira), Marisa Cruz (pela freguesia de Carregueiros) e a modelo/apresentadora de televisão Isabel Figueiras (pela freguesia da Sabacheira) foram as escolhidas para dar cor aos festejos. No entanto, ao contrário do que estava previsto, as “madrinhas” da festa limitaram-se a passear as prateleiras a descoberto por toda a cidade, apesar dos apelos da organização e das forças de segurança. A reacção dos populares não se fez esperar.

Soraia Chaves, visivelmente afectada pelo sucedido, culpou a organização da festa uma vez que, segundo a actriz, o fax que recebeu não falava de tabuleiros: “Prateleira, o acordo apenas falava da prateleira e da minha disponibilidade para desfilar ao que acedi prontamente”. “Se soubesse que teria de levar tabuleiros na cabeça não teria vindo”, afirmou. Soraia Chaves terá sido apupada e, inclusivamente, perseguida por um pequeno grupo de mulheres munidas de archotes até Vila Nova da Barquinha onde a actriz se terá atirado ao rio Tejo.

O drama vivido por Isabel Figueiras tem contornos ainda mais complexos uma vez que a modelo ainda não foi encontrada. Segundo informações que recolhemos junto do Comandante da GNR de Tomar, Duarte da Graça, o desaparecimento da modelo coincidiu com o início do espectáculo de fogo de artifício. Isabel Figueiras ter-se-à posto em fuga e ainda se encontra a monte, situação que “começa a ser habitual”, afirmou César Peixoto, o marido da modelo, aos microfones da Rádio Cidade de Tomar.

Já Marisa Cruz viveu uma situação bem diferente. A actriz, a quem tivemos de explicar o incidente, mostrou-se bastante surpreendida. “Encontrei um tabuleiro de vime cheio de pão e sentei-me a comer à porta de uma sucursal de uma instituição bancária, ainda com a prateleira à mostra. As pessoas que por lá passaram foram muito simpáticas comigo”.

O Presidente da República Cavaco Silva visitou a festa no domingo e sobre o incidente limitou-se a dizer que “deve ter sido festa da rija” porque estas manifestações populares “são sempre assim, muito divertidas”.

Comentários

Um comentário a “Prateleiras nos Tabuleiros de Tomar”

  1. Vamos encher o peito de ar e dizer…Mas que belas madrinhas!So tenho pena de nao ter metido o tabuleiro a altura da zona pubica e ter colocado o meu artesanato das caldas de estimação para elas se deliciarem!

    Por Dado F | 12 de Setembro 2007, 2:34

Comentar