Destaque

Redacção do Antes Fosse assaltada e inundada

Por Mário Manchete 24 de Janeiro 2009 Comentar (0) Enviar -->

Tópicos  ,

O Antes Fosse retoma a sua edição, depois de meses de interregno. A redacção do Antes Fosse tem sido, desde finais de 2007, alvo de repetidos infortúnios.

Quando a encarregada de limpezas, Manuela Mopa, chegou à redacção, na manhã de 31 de Outubro de 2007, apercebeu-se de imediato que algo se tinha passado: havia gavetas abertas, papéis espalhados e vidro partidos. Manuela percorreu todas as divisões e logo deu pela falta de todos os computadores portáteis e de um pacote de bolachinhas araruta. Encontravam-se precisamente nos computadores furtados centenas de notícias já começadas, com publicação prevista até ao final do ano.

Os ladrões terão entrado por uma das janelas, que ficou aberta depois de consumado o roubo e que terá dado origem a uma inundação, causada pela chuva e vento fortes que se faziam sentir na altura. As calamidades não pararam por aqui e, durante o ano de 2008, a redacção foi também gravemente afectada pela nova lei do tabaco, atacada por uma praga de baratas africanas, inspeccionada pela ASAE e fustigada por insistentes visitas de Testemunhas de Jeová.

Todos estes acontecimentos abalaram profundamente os jornalistas e restantes colaboradores do Antes Fosse, que se viram a braços com esgotamentos nervosos, depressões  e ataques de pânico recorrentes, vendo-se forçados a recorrer à baixa média até ao final do ano. 

Recompostos dos meses atribulados, os jornalistas do Antes Fosse voltam a assumir as suas funções, mantendo os compromissos de rigor, imparcialidade, objectividade e desconfiança.

Comentários

Nenhum comentário a “Redacção do Antes Fosse assaltada e inundada”

Comentar